Adubação orgânica na produção agroecológica de figos maduros

Resumo

A cultura da figueira (Ficus carica L.) constituiu-se numa importante frutífera explorada economicamente no Brasil, de grande valor alimentar, seja consumida na sua forma natural ou processada. O consumo de figo in natura tem sido crescente e a busca por frutos de qualidade que garantam a segurança alimentar do consumidor está cada vez maior, seguindo uma tendência mundial em consumir produtos na sua forma natural e que sejam totalmente saudáveis. Desta forma, a expansão de pomares conduzidos em modelos agroecológicos parece ser ótimo empreendimento para os próximos anos. Estudar o uso de novas de fontes de massa orgânica procurando intensificar a prática de adubação orgânica em detrimento à adubação química pode trazer benefícios econômicos e culturais à ficicultura. Neste sentido é que este trabalho tem como objetivo avaliar a utilização de esterco bovino e cama-de-frango na adubação orgânica da cultura da figueira sob manejo agroecológico e o seu efeito sobre o crescimento, desenvolvimento e produção das plantas. Será instalado um experimento no Setor de Fruticultura da Fazenda Experimental de Canguiri-PR do Setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná – UFPR, implantando-se um figueiral cujas plantas serão da cultivar Roxo de Valinhos. O delineamento experimental será em blocos casualizados, com três repetições e nove tratamentos constituídos de combinações entre as adubações químicas e orgânicas com esterco bovino e cama-de-frango. As características que têm sido avaliadas são altura e diâmetro do colo da planta e número de folhas anuais, massa média da fruta, comprimento e largura médios da fruta, sólidos solúveis totais (°Brix) e pH médios do suco da fruta. Espera-se nas safras 2017-2018 obter dados conclusivos para que seja possível recomendar técnico-cientificamente dosagens de adubação orgânica usando como fontes(s) esterco bovino e/ou cama-de-frango no sistema de cultivo agroecológico da figueira e divulgar os resultados desta técnica e seus efeitos sobre o crescimento, desenvolvimento e produção desta frutífera.

Coordenador

Mauro Brasil Dias Tofanelli

Colaborador

Luiz Antonio Biasi